• Selma Mello

DELEGADA DÉBORA EVITA ABUSO SEXUAL DE CRIANÇA DE 02 ANOS QUE ERA COMBINADO ENTRE MÃE E NAMORADO

Atualizado: 28 de Dez de 2019


Um caso de estrema gravidade chamou atenção durante plantão policial da Delegada Débora Bandeira na cidade de Caruaru no Agreste de Pernambuco no último sábado (21/12). A mãe de uma menina de 2 anos marcava um encontro com o namorado para que ele abusasse sexualmente da criança. O fato criminoso chegou até o plantão da delegada que conseguiu evitar o abuso após deter os envolvidos.

De acordo com a delegada, foram levados ao plantão policial prints das mensagens trocadas via aplicativo de celular entre mãe e namorado combinando o abuso sexual da criança. Após receber a notícia do possível crime que estava por acontecer, a delegada junto com sua equipe iniciou os procedimentos investigatórios e conseguiu deter os envolvidos no bairro Maurício de Nassau, em Caruaru/PE. Logo que chegou à residência dos suspeitos, a criança foi localizada e entregue ao Conselho Tutelar para os devidos procedimentos e cuidados, evitando assim que o estupro se consumasse.

Em contato com a delegada, a mesma relatou ao site Agreste Violento que por não se tratar de flagrante delito não houve prisão dos envolvidos que tiveram os nomes e idades mantidos sobre sigilo. Mas foi requerida medidas protetivas de urgências. O caso segue sendo investigado pela 4ª Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM) Caruaru.

“Com 20 anos de trabalho policial já me deparei com muitas situações repugnantes, mas uma mãe combinar com o namorado o estupro de sua própria filha de apenas 02 anos, isso extrapola os limites da repugnância do ser humano” ressaltou a delegada.

Ainda no mesmo plantão policial foi registrado outro caso espantoso, um indivíduo de 20 anos estuprou sua própria mãe que tem 42 anos. Segundo informações repassadas à delegada Débora, o filho estaria drogado quando praticou o abuso sexual.

A princípio a ocorrência foi presentada por policiais militares do 1º Biesp de Caruaru que foram solicitados pela vítima.

Em depoimento a delegada Débora Bandeira, a mãe relatou que ainda entrou em luta corporal com o filho para evitar o abuso sexual, mas não conseguiu, pois ele estava muito agressivo e lhe agredia com tapas no rosto. Após ser rendida, foi levada a um dos quartos da residência, onde foi violentada. Também gritou bastante pedindo ajuda, mas não chegou ninguém na casa. Diante do depoimento da vítima, a delegada pediu a prisão preventiva do suspeito que foi decretada pela justiça e ele autuado flagrante.

http://www.portalagresteviolento.com.br/category/caruaru/

2 visualizações
Siga-nos para não perder nenhum post!
  • Instagram - White Circle
  • Blogger - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco

© 2020 SM by: Selma Mello

Garanhuns - Pernambuco